Guias ... /

Mergulho em Pernambuco

Galeria de Fotos

Clique na imagen para ampliar

Recife

Recife, a capital do Estado de Pernambuco, é também a Capital dos Naufrágios no Brasil, com uma grande quantidade de navios naufragados à disposição dos mergulhadores. São diversos naufrágios dos mais variados tipos e épocas, além de recifes artificiais, criados através de projetos entre operadoras de mergulho, empresas privadas e Poder Público. Existem várias operadoras de mergulho onde o visitante pode fazer um curso e mergulhar com segurança. São quase 20 naufrágios só em Recife, onde os mais visitados são o Vapor 48, o Vapor Marte, o Vapor Pirapama e o Vapor Bahia. A melhor época para se visitar os naufrágios em Recife é de novembro a março.

 

Pontos de mergulho em Recife - arte: Novo Olhar/Ecopassaporte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sem dúvida, o maior destaque entre os naufrágios do Recife é o Vapor Bahia, considerado um dos mais belos do litoral brasileiro. Ele afundou em 1887, na altura da Praia de Ponta de Pedras (município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife), após chocar-se com o Vapor Pirapama, que conseguiu chegar ao porto do Recife, mas devido aos grandes danos sofridos, foi desequipado e afundado dois anos depois, tornando-se outro belo ponto de mergulho. O Vapor Bahia afundou poucos minutos após o choque com o Pirapama, deixando a sua tripulação e passageiros em total desespero, à noite e em alto mar. A maior parte das pessoas a bordo morreu no acidente, entre as vítimas fatais estão o seu Capitão e vários Oficiais.

 

Esse trágico acidente ainda povoa o imaginário popular. Segundo a crença, o Comandante Carvalho, do Pirapama, teria jogado propositadamente a proa da sua embarcação contra o costado do Vapor Bahia, motivado por ciúmes da sua mulher com o Comandante do Vapor Bahia. Mas tudo não passa de lenda, pois em 1887, quando ainda não existiam rádio e radar, localizar à noite outro navio em alto mar seria praticamente impossível. Além disso, os outros Oficiais e o Prático a bordo jamais deixariam o Comandante Carvalho cometer tal ato insano. Hoje, o Vapor Bahia é moradia para tubarões da espécie Lambaru, tartarugas de grande porte e diversos cardumes. Tudo isso, aliado às elegantes e imponentes formas preservadas do navio, um autêntico representante da época da navegação a vapor, fazem com que o Vapor Bahia atraia mergulhadores de todas as partes do mundo.

 

Porto de Galinhas

O Balneário de Porto de Galinhas também é um dos melhores pontos de Mergulho do Brasil. Com muitas piscinas naturais e alguns naufrágios, permite do mergulho livre (ou apneia) ao autônomo (com cilindro de ar). O visitante pode fazer um curso rápido de mergulho em uma das muitas escolas credenciadas e alugar os equipamentos necessários para cair na água e contemplar toda a rica beleza do mar de Porto de Galinhas, alguns profissionais oferecem o serviço de fotos subaquáticas.

 

Mapa de naufrágios no Balneário de Porto de Galinhas - Arte: Novo Olhar/Ecopassaporte.

 

Na maré baixa, as piscinas naturais de corais são a grande atração, principalmente para quem não pratica mergulho autônomo, já que é possível apreciar a fauna marinha fazendo snorkel. Para mergulhadores iniciantes e avançados, as atrações começam a 200 m da praia, com a Boca da Barra, o Bolo, o Poço da Paixão e a Tacaíba. Nesses pontos é possível ver tartarugas, tubarões, lagostas, moreias, peixes-pedra, linguados, polvos, esponjas, corais e muitos peixes coloridos. O melhor período para a prática do mergulho em Porto de Galinhas, principalmente o autônomo, também é de novembro a março.

 

Fernando de Noronha

Com uma variedade de cenários, muitos naufrágios e um ambiente marinho equilibrado, o Arquipélago de Fernando de Noronha é considerado um dos melhores pontos de mergulho do mundo. É praticamente atividade obrigatória para todos os visitantes conferir de perto as belezas do mar de Noronha. Para aproveitar esses encantos sem correr riscos, é importante contratar os serviços de empresas especializadas nessa atividade. São oferecidos o mergulho autônomo, com cilindro de ar, e o livre, que pode ser de apneia ou no PlanaSub, espécie de reboque subaquático.

 

Mapa dos naufrágios e pontos de mergulho em Noronha - imagem: arte Novo Olhar/Ecopassaporte.

 

A área de preservação ambiental oferece águas excepcionalmente cristalinas, com excelente visibilidade a até 50 m de profundidade durante o ano todo e vários pontos de mergulho, com destaque para o Cabeço da Sapata, Caverna da Sapata, Laje Dois Irmãos, Pedras Secas, Cagarras, Buraco do Inferno, Buraco das Cabras e Cabeço Submarino. São mais de 230 espécies de peixes e 15 espécies de corais, encontrados em profundidades que variam de 1 m a 70 m. A temperatura média da água é de 28ºC, e o mergulhador pode usar roupas curtas sem ser incomodado pelo frio.

 

Para mergulhadores experientes e devidamente graduados, é possível apreciar a Corveta Ipiranga (V17), um navio naufragado a 62 m de profundidade, considerado um dos mais belos e intactos do mundo. Em águas menos profundas pode-se contemplar a exuberante biodiversidade da fauna marinha de Noronha: tubarões, tartarugas, golfinhos, arraias, moreias, frades, lagostas, linguados, polvos e cardumes de variadas cores. Também é possível ver o Eleni Estathatos, um cargueiro grego afundado a 100 m da praia e a cerca de 10 m de profundidade.

 

Encontre aqui!
close
  • Mais acessados