Seu Roteiro ... /

Ecoturismo e Aventura

Galeria de Fotos

Clique na imagen para ampliar

Os adeptos do Ecoturismo e Turismo de Aventura tem belos atrativos em Pernambuco. Os destaques ficam por conta das muitas cachoeiras espalhadas pela Zona da Mata e Agreste, da Serra do Contente, em Gravatá, da Serra Negra, em Bezerros, e do Parque Nacional da Serra do Catimbau, entre o Agreste e o Sertão pernambucano, além da Ilha de Itamaracá e do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. A maioria das opções combinam a contemplação à natureza com a prática de esportes, como Trekking e Rapel.

 

Ecoturismo e Aventura. A Serra Negra, em Bezerros, é muito visitada - foto: Divulgação Wikimedia Commons.

 

Zona da Mata

Destacamos os municípios de Chã Grande, Primavera e São Benedito do Sul. O acesso a estes destinos é pelas rodovias BR-101 Sul, PE-126 e PE-117.

 

Chã Grande – Distante 72 Km de Recife, o município de Chã Grande (localizado no ponto mais alto da Serra das Russas) possui belas paisagens devido à cadeia de montes, destacando-se o Vale dos Caldeirões, um lugar que fica a mais ou menos cinco minutos do centro da cidade, e que enche de prazer o visitante pelo belo espetáculo da natureza que esculpiu as belas imagens nas rochas durante anos.

 

Outro ponto famoso da cidade é a Pedra da Onça, com 20 metros de altura, ideal para a prática de esportes radicais. A prefeitura está revitalizando a área para montar uma tirolesa e a estrutura de rapel. A 20 minutos do centro, fica a Serra do Lampião, de onde se tem uma vista ampla de toda a Mata Sul do estado. A cidade também recebe turistas na Cachoeira de Vertentes, cortada pelo Rio Vertente, ótima para tomar banho. O clima ameno, frio, úmido e agradável é atraente para o turista que busca sossego diante do stress cotidiano das grandes cidades. Não há guias turísticos no município, mas pode-se agendar um tour com funcionários da Secretaria de Turismo: +55 81 3537.1140 | +55 81 9254.3208.

 

Primavera – distante 81 Km de Recife, tem três belas cachoeiras, todas muito próximas. A mais famosa delas fica no Parque Ecoturístico da Cachoeira do Urubu. A queda d’água tem 77 metros, mas o banho no local não é recomendado. Por isso, há piscinas de água natural no Parque, além de restaurantes, área para piquenique e camping. O Rapel e a Canoagem são liberados.

 

São Benedito do Sul – distante 179 Km de Recife, o município é um verdadeiro parque aquático natural, com 20 cachoeiras distribuídas em grandes reservas de Mata Atlântica, ideais para trilhas, porém, apenas quatro são abertas ao público. A cachoeira mais famosa é a Peri-Peri com mais de 15 metros de altura, perfeita para a prática de Rapel. Outro atrativo imperdível é o Parque do Brejinho, local bucólico com vasta vegetação, piscinas naturais e estrutura de apoio ao visitante.

 

Zona da Mata – Onde Ficar

Os três municípios possuem poucas, porém boas, opções de hotéis e pousadas, além de chácaras e sítios alugados por temporada. Chã Grande possui um hotel e São Benedito do Sul conta ainda com um hotel fazenda.

 

Agreste e Sertão

No Agreste, destacamos os municípios de Gravatá, Bezerros e Bonito (o acesso a estes destinos é pelas rodovias BR-232 e PE-103). Já no Sertão, o destaque é Triunfo.

 

Gravatá – distante 79 Km de Recife, pela Serra das Russas o visitante chega à cidade, que tem clima tropical de altitude agradável. Além do clima e da produção de móveis e arte em madeira, a beleza da cidade e a gastronomia de Gravatá, que vai da tradicional buchada de bode aos fondues e chocolates quentes servidos no inverno, atraem cada vez mais visitantes. Mas o grande destaque do Ecoturismo em Gravatá fica com a Serra do Contente, uma bela e rica reserva ambiental a 700 metros acima do nível do mar, que pode ser apreciada do alto em passeios de balão.

 

Bezerros – distante 99 Km de Recife, o Carnaval de Bezerros, famoso pelos Papangus, é o 3º mais procurado e visitado de todo o Estado de Pernambuco. É uma cidade pitoresca, com belas igrejas, praças, casas de estilo Colonial e um povo muito acolhedor e festivo. Na gastronomia, a dica é a carne de sol, sobretudo no Distrito de Encruzilhada. A 10 Km da cidade está localizada a Serra Negra, que abriga a Caverna do Deda, além de um mirante a 850 m de altitude, onde funciona um restaurante especializado na gastronomia regional. Com uma paisagem encantadora, é muito procurada pelos amantes de Trekking e Rapel.

 

Bonito – distante 132 Km de Recife, é bastante conhecido como destino turístico por apresentar cachoeiras de tamanhos e intensidades variadas, eleitas como uma das 7 Maravilhas de Pernambuco. O circuito de visitação, realizado pelos guias da região, inclui sete cachoeiras, todas muito próximas, onde a mais famosa é a Cachoeira Véu da Noiva. Bonito conta com a Associação de Guias Turísticos da cidade, responsáveis pela orientação sobre trilhas por toda a região, seja para Trekking, Rapel ou outros esportes.

 

Triunfo – destaque do Ecoturismo no Sertão pernambucano, a cidade de Triunfo, Terra dos Caretas, fica a 449 Km de Recife e o acesso é pelas rodovias BR-232 e PE-365. O roteiro ecológico de Triunfo é um dos mais ricos do Estado, com serras, matas e cachoeiras. Triunfo abriga o ponto mais alto de Pernambuco, o Pico do Papagaio. O clima agradável é um dos grandes atrativos da cidade, que no inverno fica na casa dos 10 graus Celsius. Triunfo tem se revelado um paraíso para os praticantes de Trekking, Rapel, Canoagem e outros esportes.

 

Agreste e Sertão – Onde Ficar

Os municípios destacados no Agreste pernambucano possuem uma infraestrutura dos meios de hospedagem muito bem organizada, com opções de hotéis, pousadas, campings e hotéis fazendas, sobretudo em Gravatá e Bonito.  Em Triunfo, no Sertão pernambucano, o visitante conta com boas opções de meios de hospedagem – hotéis e pousadas. Além de poder usufruir da infraestrutura da vizinha Serra Talhada.

 

Parque Nacional da Serra do Catimbau 

Com 62.300 hectares, o Parque Nacional do Vale do Catimbau abrange os municípios de Buíque (258 Km de Recife), Tupanatinga (307 Km) e Ibimirim (339 Km), entre o Agreste e o Sertão pernambucano. É formado por montanhas de topo suave e, entre elas, encontram-se encostas abruptas e vales abertos, preservando uma das últimas áreas nativas de Caatinga.

 

As formações geológicas são compostas de arenitos de diversas cores e tipos que datam de mais de 100 milhões de anos, apresentando cerca de duas mil cavernas e 28 cavernas-cemitério dos primeiros habitantes da região. O Parque Nacional do Vale do Catimbau apresenta também registros de pinturas rupestres e artefatos da ocupação pré-histórica datados de pelo menos 6.000 anos – os pesquisadores catalogaram mais de 30 sítios arqueológicos no Vale do Catimbau, considerado o segundo maior parque arqueológico do Brasil. O visitante pode conferir as belezas do Catimbau através de trilhas com guias locais.

 

Catimbau – Onde Ficar

As melhores opções de meios de hospedagem para quem deseja visitar o Parque Nacional do Vale do Catimbau encontram-se no município de Buíque.

Encontre aqui!
close
  • Mais acessados